22 de fevereiro de 2007

Vem as chuvas e com elas o mofo.

Enquanto botava seu guarda-roupa abaixo,
sacudindo daqui, espanando dali,
minha irmã achou pequenas pérolas
dos meus áureos anos estudantís.
Grande época aquela...

1)A espinha dorsal se formava a partir
de Beastie Boys, LL Cool J e Public Enemy,
que pipocavam nas rádios.
Além de morrer de medo da Loira do banheiro,
eu faltava sempre nos dias que o dentista visitava
a sala (dor de barriga, mãeeee...) e só saia de casa
com o Kichute amarrado na canela.

Na hora do recreio, "Jou-ajuda", "Os homens pegam as
mulheres, as mulheres pegam os homens",
"Polícia e ladrão" e "Futebol improvisado", quando
a gente achava uma lata de sardinha seca na lixeira
e saia chutando, chutando, chutando e chutando...
até se esbarrar numa canela de vacilo.

Pobre, Janaína... quem mandou atravessar a quadra
na hora errada...
c0légio: Visconde do rio Branco (Centro)


















2)Uma greve de ônibus (na verdade, de monoblocos)
força eu a estudar no Ismael PorDeus (jardim das Oliveiras)
........................................................................

Um anjinho escolhido a dedo... hehehehehehe
escondia chinelos no ventilador, molhava
os giz de lousa, espalhava baratas na sala...

Saudades da merenda a base de asa, pescoço e couro
de galinha cozida só na água e no colorau,
cuja diretora não cansava de dizer que era
"uma maravilhosa canja feito com amor".

Até hoje, quando chego pelo menos perto
portão de entrada, o vigia (que era zelador na época) grita:
— Valha-me, meu deus do céu!

















3)Quem nunca terminou a prova primeiro que todo mundo
mas, mesmo assim, não a entregava?
Eu ficava caladinho na carteira, esperando "dar mais um tempo"
e acabava rabiscando as beiradas do papel...
Resultado: ficava sem nota por emporcalhar a folha toda.
Nessa época, rápido pra se esconder (assim que a diretora
sentia o faro de putaria de longe) o Guabiras atendia por Guabiru
- tamanha referência aos incríveis bichinhos que hora e outra
passeavam pelo pátio da escola.



















4)Quem diria?
— Óóóóóóóóó...
As vezes penso em me matricular na quarta série de
novo só pra voltar a testar a pressão da diretora.
Certo dia, encontrei uma ex-professora na padaria e ela me reconheceu:
— Ei, dia desses vi sua foto num jornal, sempre acreditei que você seria
um desenhista profissional. Lembra, lembra???
Ãrram...




Um comentário:

Tiago Amora disse...

mudou nada mah...
só engordou um pouquim