10 de fevereiro de 2008

RARIDADE EGÍPCIA
Não é o primeira,
mas com certeza é a mais antiga de todas
as porqueiras que já rascunhei desde
quando aprendi a dominar minha
coordenação motora.
**
Minto.
Aqui e acolá costumo sujar a camiseta
quando tento espremer limão no espetinho da esquina.
**
*Mãe,
Prometo que daqui a 2o anos de novo devolvo a senhora...

2 comentários:

Mariana Araújo disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
QUE FOFO!
reiji...veín tu...rs...
já malandrava nos lápis qdo eu tinha 1 ano de vida ó?
rsrsrs

Mas num fico muito atrás não..eu já fazia altas obras abstratas na paree branca de casa...rs...depois posto uma foto show de bola com minhas obras de arte na parede...hehehehe

mas falando sério agora...o cara né pouco nativista não...qqr um faria uma árvore com maçã..ele lascou um cajueiro..amei...
e ja num valia nada né? tinha que botar um diaxo de um menino mexendo com um cão raivoso...
tb adorei o detalhe do arame farpado...rs

valeu seu meninominho..ficou foi bem elaborado...tu tinah qtos anos hein?

Farmo disse...

desde pequeno o gaubiras sempre pensou em comida e vida fácil.